RSS

Dick Farney Quartet – Jazz After Midnight (1956)

03 dez

No dia 11 de julho de 1956, no Teatro de Cultura Artística de São Paulo, foi realizado um concerto em homenagem aos 19 anos de falecimento do célebre compositor norte-americano George Gershwin. Apresentou-se o mais conceituado músico brasileiro de jazz da época, o pianista Dick Farney e seu quarteto. A ocasião também se tornou histórica por ter originado o primeiro LP de 12 polegadas inteiramente produzido no Brasil. Dick vivia seu momento de maior sucesso como cantor, tendo somente a dois anos retornado de uma temporada nos EUA. Porém a integridade artística de Dick Farney nunca permitiu que esquecesse o que ele realmente era, um dos mais capacitados pianistas de jazz que o Brasil já conheceu. Educado tanto na música erudita quanto no jazz, Dick sempre mostrou em sua forma de tocar suas maiores influências: Bach, Dave Brubeck e Erroll Garner. O quarteto tinha entre seus integrantes o formidável saxofonista alto Casé, o contrabaixista Shoo Viana e o baterista Rubens Barsotti (Rubinho). Casé sempre foi um músico completo, que sabia se adaptar com imensa flexibilidade ao que a música produzida lhe exigia. Nesta ocasião, atendendo às expectativas de Dick, Casé emula a sonoridade e fraseado de Paul Desmond, antológico saxofonista do quarteto de Dave Brubeck. Dick, como sempre, revela sua técnica pianística impecável, seu gosto refinado, e a capacidade peculiar de alternar entre contrapontos bachianos e vamps jazzísticos. Nesta garvação o ouvinte encontra algo que se torna cada vez mais raro nos dias de hoje, músicos inteiramente dedicados a sua arte e suas idéias, despreocupados com os resultados materiais, e fluindo uma música de honestidade e sinceridade ímpares.
Músicos como Dick Farney e Casé, deveriam ter estátuas em praças públicas em todas as cidades do país!
Dick Farney (piano); Casé (sax alto); Rubens Barsotti (bateria); Shoo Viana (contrabaixo)
Gravado ao vivo no Teatro de Cultura Artística, São Paulo, em 11 de julho de 1956.
1 – Strike Up The Band (George Gershwin)
2 – Embraceable You (Ira Gershwin / George Gershwin)
3 – Oh Lady Be Good (George Gershwin)
4 – But Not For Me (Ira Gershwin / George Gershwin)
5 – I Got Rhythm (George Gershwin / Ira Gershwin)
6 – A Foggy Day (Ira Gershwin / George Gershwin)
7 – The Man I Love (Ira Gershwin / George Gershwin)
 
9 Comentários

Publicado por em 3 de dezembro de 2009 em Casé, Dick Farney, Rubens Barsotti, Shoo Viana

 

9 Respostas para “Dick Farney Quartet – Jazz After Midnight (1956)

  1. Anonymous

    3 de dezembro de 2009 at 8:20 PM

     
  2. Upuout

    4 de dezembro de 2009 at 10:13 AM

    Hello, I really like what You are doing here.That`s why I set a Link to your work from theSidebar of my Blog ( http://upuout.blogspot.com )How abaout a Backlink?It`s not that i delete the Link to You if You don't seta Backlink to me but it would be Nice to get one from You.Greetings from Ivor Schandor aka UPUOUT from "Mein ultimativer Spaßblog"

     
  3. Sergio

    4 de dezembro de 2009 at 10:39 AM

    Putz, exceto umas participaçõezinhas aqui e ali, não tenho nada a solo do Dock Farney. Estou corrigindo o vazio.

     
  4. HotBeatJazz

    4 de dezembro de 2009 at 2:17 PM

    Sérgio,vc vai ver como o Dick era especial, um músico completo. Semana, postarei um álbums dele gravado c trio em 1977, música da melhor qualidade e em uma qualidade técnica bem melhor do que estas gravações da década de 50, que por aqui na terra tupinambá, ainda eram bem precárias.Abraço

     
  5. Sergio

    4 de dezembro de 2009 at 6:08 PM

    A gravação está "marromene" mas o disco é bom pracaráio! A faixa q fecha o álbum, então… The Man I Love, muito phoda.E o Casé, hein? Tem certeza que não é o Paul Desmond?No aguardo das velhas novidades de mr. Farney.Abraços e obrigadaralhaço! Nense!!!

     
  6. APÓSTOLO

    17 de dezembro de 2009 at 9:37 AM

    Prezados MAURO e SÉRGIO:Casé "matando a pau" e, sem dúvida, lembrando Desmond.Em tempo: notas da contracapa por LUIZ CARLOS ANTUNES, Mestre LULA.Dick, como sempre, antológico e citando alguns "chefes-de-escola", como era seu hábito: gostava de homenagear…

     
  7. HotBeatJazz

    17 de dezembro de 2009 at 12:36 PM

    Mestre Apóstolo,muito bem lembrado as notas de contra-capa super informativas, como de hábito, de nosso grande amigo Lula (O BOM).Muito obrigado pela visita

     
  8. APÓSTOLO

    18 de dezembro de 2009 at 11:25 AM

    Prezados MAURO e SÉRGIO:Claro que deve ser do conhecimento dos dois as gravações em piano.solo de DICK patrocinadas pela FIESP em 1997 (CD duplo, 43 faixas) e pelo CNI em 2000(23 faixas, com 05 faixas tendo a participação de Sabá e Toninho atuando sobre a gravação de DICK).São documentos de inestimável valor, com DICK muito a vontade em seu piano Steinway e na sua casa no Brooklin / São Paulo, gravados entre 1973 e 1976.Caso não possuam esses documentos, solicitem-nos à FIESP (São Paulo) e ao CNI (Brasília); o custo é o de pedir, já que esses CD's são institucionais e sem preço.

     
  9. HotBeatJazz

    18 de dezembro de 2009 at 1:21 PM

    Caro Apóstolo,muito obrigado pelas dicas, já tentei contato via email, no que não fui respondido, mas vale uma nova tentativa.Abraços

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: