RSS

Arquivo diário: 25 de maio de 2010

HotBeatJazz 10′ Series – Lester Young with The Oscar Peterson Trio – 10’LP MGN-5 (1952)

Vida difícil esta de blogueiro dedicado ao jazz. Estava em uma indecisão infindável. Sabia que postaria mais um 10 polegadas e de um saxofonista tenor. Mas qual? Então as coisas começam a clarear. Percebo que o meu amigo, grande conhecedor de jazz e o melhor blogueiro que conheço da matéria, Érico Cordeiro está on line em um desses onipresentes comunicadores web. Pensei cá com os meus botões: “Vou repassar o problema.” Mando a pergunta seca e sem dar ao interlocutor nenhum espaço para evasivas: “Lester Young ou Don Byas? Escolhe”. A resposta veio alguns segundos depois, taxativa: “Lester, sempre!!!!!!!” Estava acabado meu calvário constante em ter que decidir entra tantas opções, pelo menos hoje.

 

Falar de Lester Young novamente seria enfadonho e desnecessário, a poucos dias coloquei outro post deste imortal do jazz. O saxofonista que fez a cabeça do maior número de músicos até o surgimento de Charlie Parker. A gravação em questão foi realizada em 1952, para o selo Norgran. O produtor Norman Granz reuniu em estúdio dois dos maiores artistas de seu cast, Lester e o pianista Oscar Peterson, com seu trio formado pela genial guitarra de Barney Kessel, pelo contrabaixo do inigualável Ray Brown e pela bateria de J. C. Heard. As gravações desta sessão geraram uma série de LP’s 10 polegadas da qual hoje postamos o primeiro volume.

 

Um original e três standards compõe a bolachinha. A interpretação de I Can’t Get Started, está entre os maiores momentos da carreira de Lester, seu lirismo e fluidez de frases revelam uma poesia musical única. Em Just You, Just Me, temos o Lester nas frases rápidas, e você entenderá o quanto este músico influenciou a geração de Charlie Parker e dos boppers. Oscar Peterson e seu estilo límpido nas teclas, com as caraterísticas acentuações de mão esquerda, revelam o enorme estilista que foi. Barney Kessel, a guitarra que fez a cabeça da geração bossa-nova, é uma presença marcante em todas as quatro faixas do disco. Ray Brown é garantia de segurança rítmica, pulsação e muito swing em qualquer combo dos quais participou. J. C. Herad era um baterista muito requisitado nos estúdios por ser extremamente eclético, adequando seu modo de tocar a todas as exigências da música.

 

Lester Young with The Oscar Peterson Trio, é um dos maiores momentos gravados do imortal Lester Young, comparável as feitas na década de trinta com Count Basie. Tudo perfeito nesta maravilhosa data produzida por Norman Granz. Amanhã o segundo volume da série. Érico, tinha que ser mesmo. Lester, sempre !!!!!!!!!
Lester Young (ts) Oscar Peterson (p) Barney Kessel (g) Ray Brown (b) J.C. Heard (d)
NYC, August 4, 1952
1- Ad Lib Blues
2- I Can’t Get Started
3- Just You, Just Me
4- Almost Like Being in Love