RSS

HotBeatJazz 10′ Series – Zoot Sims – Swingin’ with Zoot Sims PRLP 117 (1951)

03 ago

John Haley “Zoot” Sims nasceu em Inglewood, Califórnia, em 29 de outubro de 1929, em uma família de artistas do teatro vaudeville. Ainda criança aprendeu a tocar bateria e clarinete com o apoio dos pais. Na adolescência seria profundamente influenciado por Lester Young, do qual extraiu a forma de tocar o saxofone de uma maneira mais relaxada e lírica, o timbre macio e aveludado, e o discurso musical caracterizado por longas e interligadas frases. Durante a década de 40 a influência do bebop e, principalmente, de Charlie Parker vieram a se incorporar em sua música. Seria longo e enfadonho enumerar todos os artistas com os quais tocou ao longo de sua carreira, foi um dos mais atuantes saxofonistas do jazz, com uma extensa e brilhante discografia. Despertou a atenção dos críticos e ouvintes quando se incorporou a orquestra de Woody Herman, vindo a integrar o mais famoso naipe de saxofones da história do jazz, os “Four Brothers”, ao lado de Stan Getz, Herbbie Stewart e Serge Chaloff.

 

Nos anos 50, Sims teve uma profícua associação com o saxofonista Al Cohn em um quinteto co-liderado por ambos. Gerry Mulligan também foi um parceiro habitual, tendo Zoot atuado em várias formações encabeçadas pelo baritonista. Zoot foi um típico integrante da geração beat e sua apreciação pelas bebidas, drogas e vida boêmia, um fardo que carregou por boa parte de sua vida e lhe deixaria com uma saúde precária que lhe extinguiria a vida aos 59 anos de idade, em 23 de março de 1985.

 

Em 14 de agôsto de 1951, Zoot entrava em estúdio para gravar para a Prestige, em um sessão que entraria para a história do jazz como a primeira em que um músico improvisaria longamente despreocupado com o tempo de duração da faixa, fato possível com o surgimento do formato LP, fruto do desenvolvimento da tecnologia do microsulco pela RCA. Zoot liderava um quarteto formado por Harry Biss ao piano, Clyde Lombardi ao contrabaixo e Art Blakey na bateria.

 

Após Zoot gravar dois temas, um deles lançado no LP, East of the Sun, ele foi instado a gravar uma livre improvisação sobre um blues que estava tocando como forma de relaxar. Os doze primeiros compassos foram cronometrados, então, o engenheiro de áudio lhe informou de que teria espaço para improvisar por 12 choruses. O resultado seria “Zoot Swings The Blues”, um blues de 12 compassos em tonalidade maior excecutado com um andamento rápido e impregnado de swing por Blakey e Sims. Em East of the Sun, Zoot esbanja sua categoria em um longo improviso repleto de beleza melódica e com a sonoridade que fez de Zoot Sims um dos mais belos sons de sax tenor do jazz. Foram testemunhas deste momento histórico Gerry Mulligan, o pianista George Wallington e o contrabaixista Red Mitchell, que estavam, naquele 14 de agôsto, no estúdio Apex em Nova Iorque, juntamente com mais alguns convidados, entre eles o crítico e escritor especializado em jazz Ira Gitler, responsável pelas notas de contracapa, onde conta a história do jazz sendo feita a olhos vistos.

 

PS: como bônus, a versão curta de Swingin’ The Blues, gravada para ser lançada em 78 r.p.m.

 

 

Zoot Sims (ts) Harry Biss (p) Clyde Lombardi (b) Art Blakey (d)
NYC, August 14, 1951

 

1- East Of The Sun (West Of The Moon)
2- Zoot Swings The Blues
3- Swingin’ The Blues

http://ouo.io/baRrN5

Anúncios
 

10 Respostas para “HotBeatJazz 10′ Series – Zoot Sims – Swingin’ with Zoot Sims PRLP 117 (1951)

  1. Anonymous

    3 de agosto de 2010 at 9:45 PM

     
  2. Terry

    4 de agosto de 2010 at 6:46 AM

    Thanks for this early Zoot.

     
  3. Érico Cordeiro

    4 de agosto de 2010 at 12:32 PM

    Ótima escolha, Mr. Mauro – um "mestre de escola", como diria o querido Apóstolo.Indispensável em qualquer discoteca de jazz, Zoot é daqueles craques que conseguem transmitir muita emotividade ao interpretar baladas e uma energia absurda nos tempos rápidos. Não conheço o baixista e o pianista, mas a chancela de Mr. Blakey é sinônimo de qualidade total. Estando na aprazível Cururupu, fazendo itinerância, não posso ouvir as músicas postadas – mas assim que puder, vou fazê-lo.E Zoote era muito amigo do Moore, resenha em cartaz no jazzbarzinho.Abração!

     
  4. HotBeatJazz

    4 de agosto de 2010 at 2:14 PM

    caro Érico,na verdade tua postagem no jazzbarzinho me impeliu a escolher este Zoot, a fila de bolachinhas já prontas para serem servidas é extensa e tua lembrança do Brew More, um músico que eu adoro, foi determinante.Grande abraço!Terry,thanks to you too!

     
  5. SUSIE HERVATIN

    4 de agosto de 2010 at 2:15 PM

    Mauro, sempre muito bom aqui, não conhecia… gostei.Grazie :)baci

     
  6. pituco

    6 de agosto de 2010 at 7:34 AM

    mauro san,piramidal…o jovem zoot já tinha um sopro pra lá de bacanudo…como explicou o érico, nas baladas e nos up tempos…valeô o posttô curtindo a radiola…também não conheço os supra mencionados, mas o sonzaço tá rolando solto…rsabraçsons

     
  7. HotBeatJazz

    6 de agosto de 2010 at 3:07 PM

    Pituco San,nosso embaixador no sol nascente, o Zoot já nasceu com o som bacanudo. Acho que até chorando no berço pedindo mamadeira ele já tinha um timbre pra lá de bacanudo. rssssValeô a visita, a casa é tua meu amigo.Abraçsons

     
  8. APÓSTOLO

    7 de agosto de 2010 at 12:20 AM

    Grande MAURO:Mais "swing" impossível ! ! !ZOOT foi um super dotado em materia de fraseado, digitação e respiração = tudo no tempo e na dose certa.

     
  9. HotBeatJazz

    7 de agosto de 2010 at 3:06 PM

    Mestre Apóstolo,e isso pq ele bebia hein????imagina careta!!!!! kkkkkLi uma entrevista do Jimmy Rowles na qual ele cita o Zoot como uma das pessoas mais gentis e boas de índole que ele conheceu.Era uma super dotado na música e na alma. Esse deixa muitas saudades.grande abraço.

     
  10. jose juan

    4 de abril de 2011 at 2:38 AM

    Muchas gracias por postear estos discos que no siempre se reeditan en cd. es muy bueno.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: