RSS

Arquivo da categoria: billy hart

Charles Sullivan – Re-entry (1976)

O trompetista Charles Sullivan conta já com 68 anos de idade, está em atividade no meio musical desde os anos sessenta e formou-se pela Manhattan School of Music. Apesar do currículo e da longa atuação profissional é um dos casos de maior desapreço por parte da indústria fonográfica e de público. Trabalhou com Lionel Hampton e Roy Haynes no fim da década de 60, teve uma curta passagem pela orquestra de Count Basie em 1970 e com o organista Lonnie Liston Smith em 71. No ano seguinte trabalhou com Sy Oliver e depois com Norman Connors. Em 73 viajou pela Europa com Dollar Brand e produziu grande música em álbuns de Sonny Fortune, Carlos Garnett, Bennie Maupin, Ricky Ford, Eddie Jefferson e Woody Shaw. No restante da década gravou alguns álbuns próprios. Apesar do currículo, Sullivan não conseguiu expandir sua audiência nem receber maior reconhecimento. Nem a técnica perfeita, nem um timbre brilhante e cristalino, nem a desenvoltura no hardbop, free, música de big bands e bebop, puderam evitar que caísse no esquecimento durante os anos 80. Em 88 McCoy Tyner o convidou para ser o primeiro trompete em sua big band, resgatando-o do ostracismo. Adotou o nome muçulmano de Kamau Adilifu e hoje em dia nenhum de seus álbuns permanece em catálogo. Bem, esta estória parece ser a de um derrotado, e poderia mesmo, não fosse a música maravilhosa que Sullivan sempre produziu em toda sua turbulenta carreira. E é essa música de alto nível que você irá encontrar nesse álbum, gravado em 1976, ao lado de grandes nomes do jazz como o pianista Kenny Barron, o saxofonista Rene McLean e a cozinha especialíssima do contrabaixista Buster Williams e da bateria de Billy Hart. Em “Re-entry” você também conhecerá o compositor de mão cheia em quatro originais de sua pena e ainda ouvirá um “Body And Soul”, onde poderá fazer seu próprio juízo sobre a técnica e a sensibilidade deste trompetista de alto gabarito.
Charles Sullivan (tp); Rene McLean (as, ts); Kenny Barron (p); Buster Williams (b); Billy Hart (d)
1- Re-entry
2- Body & Soul
3- Carefree
4- Waltz For Cricket
5- Mabe’s Way
6- Body & Soul (alternate)
7- Carefree (alternate)

Hot Beat Jazz

 

Tom Harrell – Play of Light (1982)

O trompetista Tom Harrell nasceu em 1946 na cidade de Urbana, no Illinois e começou a tocar aos 8 anos de idade. Em 1969 graduou-se na Stanford University e foi incorporado a orquestra de Stan Kenton, no ano seguinte mudou para a organização de Woody Herman onde permaneceu até 1971. Conseguiu uma maior projeção ao se juntar ao quinteto do célebre pianista Horace Silver em 1973, onde permaneceria por cinco anos. A partir de então trabalharia com inúmeros astros do jazz como Lee Konitz, George Russell, Mel Lewis, Charlie Haden, Bill Evans e Dizzy Gillespie entre outros. Na década de 80 seria integrante fundamental no quinteto do saxofonista Phil Woods, grupo que seria premiado várias vezes pelo reader’s poll da revista especializada Down Beat. Harrell permaneceu no grupo até 89, quando partiu para uma bem sucedida carreira como líder de grupo.
“Play of Light” é seu segundo trabalho gravado como solista principal. A formação traz um sexteto com destaque para o saxofonista Ricky Ford, o guitarrista Bruce Forman e o pianista Albert Dailey como solistas. A cozinha é de altíssimo nível, com os veteranos Eddie Gomez no contrabaixo e Billy Hart na bateria. Tom Harrel além de um virtuose no trompete é também um compositor de excelência, como pode ser conferido na faixa título com tintas de hardbop e no instigante bop “Blue News”. O intérprete especial fica evidente na pungente balada “Everything Happens To Me”, onde Harrel paga seu tributo ao mestre de todos, Clifford Brown. Tom Harrell continua em plena atividade, gravando e se apresentando por todo o mundo, tendo se convertido em um dos grandes do jazz na atualidade.
Tom Harrell: trumpet; Ricky Ford: tenor sax; Bruce Forman: guitar; Albert Dailey: piano; Eddie Gomez: bass; Billy Hart: drums
1. Play of light
2. Everything happens to me
3. The boulevard
4. Mood swings
5. Blue news
6. Where you were