RSS

Arquivo da categoria: donald byrd

Hank Mobley Quintet – The Jazz Message of Hank Mobley Vol. 2 (1956) (Re-up)

Quando Hank Mobley gravou estas sessões para a Savoy, em 1956, ele ainda fazia parte dos Jazz Messengers, e somente 3 dias após a primeira data destas duas sessões ele participaria de sua derradeira colaboração com o combo que passaria a ser liderado pelo baterista Art Blakey. Viria então uma verdadeira avalanche de gravações para Savoy, e posteriormente a Blue Note, com as quais Mobley se notabilizaria como um dos mais produtivos músicos do período. Sua imensa capacidade de compor temas encheria dezenas de lp’s nos próximos dez anos, até que sua abalada saúde o fizesse diminuir o ritmo de gravações.
Este clássico do hardbop traz Mobley ao lado de músicos vitais para o estilo, em duas formações distintas de quinteto. A segunda data, de novembro de 56, contava com Lee Morgan – então um prodígio de apenas 18 anos, o pianista Hank Jones e o baterista Art Taylor. O contrabaixista Doug Watkins é o único músico presente nas duas datas que formam o álbum. Mesmo que Lee Morgan estivesse nesta época ainda se desenvolvendo como instrumentista, sua postura, excecução e recursos de imaginação, eram já ferramentas dignas de um mestre. O trompetista Donald Byrd, o pianista Barry Harris, e o veterano baterista Kenny Clarke, seriam os parceiros para a gravação realizada em julho. A influência em Mobley dos saxofonistas da era do swing, desde Lester Young até Illinois Jacquet, pode ser claramente percebida nestas faixas. O respeito e entendimento de Mobley para com a era pre-bebop capacitaram-no perfeitamente para o desenvolvimento do estilo de jazz predominante que sucedeu o bebop.
Ao lado de 3 composições originais de Mobley, o repertório traz ainda 1 blues de autoria de Thad Jones e um típico tema hardbop do contrabaixista Doug Watkins. Ao todo, são 32 minutos de jazz proporcionados por músicos de primeira linha no estilo.
Donald Byrd (tp) Hank Mobley (ts) Barry Harris (p) Doug Watkins (b) Kenny Clarke (d) Rudy Van Gelder Studio, Hackensack, NJ, July 23, 1956

 

*Lee Morgan (tp) Hank Mobley (ts) Hank Jones (p) Doug Watkins (b) Art Taylor (d) Rudy Van Gelder Studio, Hackensack, NJ, November 7, 1956
1. Thad’s Blues (T. Jones)*
2. Doug’s Minor B’ Ok” (D. Watkins)*
3. B. For B.B. (H. Mobley)
4. Blues Number Two (H. Mobley)
5. Space Flight (H. Mobley)

 

 

George Wallington Quintet – The New York Scene (1957) (Re-up)

Antes de se retirar do cenário musical em 1960, o pianista George Wallington produziu uma série de excelentes álbuns de hardbop com seu quinteto. “The New York Scenes” traz Wallington acompanhado por Phil Woods e Donald Byrd nos sopros e Teddy Kotick e Nick Stabulas na base rítmica. Com exceção de Indiam Summer o repertório é composto de originais de Woods, Byrd e ainda uma composição de Mose Alison – “Graduation Day”.
As cenas Nova-Iorquinas de George Wallington irão agradar em cheio os fãs de jazz straightahead.
George Wallington – (piano); Phil Woods – (alto sax); Donald Byrd – (trumpet); Teddy Kotick – (bass); Nick Stabulas – (drums)
Recorded by Rudy Van Gelder at the Van Gelder Studios, Hackensack N.J, March 1, 1957
1. In Salah
2. Up Tohickon Creek
3. Graduation Day
4. Indian Summer
5. ‘Dis Mornin’
6. Sol’s Ollie

 

 Hot Beat Jazz

 
 

Donald Byrd Quintet – Royal Flush (1961)

 

Quinteto de Donald Byrd com o destaque para o jovem Herbie Hancock sendo lançado no mundo do jazz neste grupo. Também merece atenção o trabalho de um dos maiores sax barítonos, Pepper Adams.

Donald Byrd (tp) Pepper Adams (bars) Herbie Hancock (p) Butch Warren (b) Billy Higgins (d)  Rudy Van Gelder Studio, Englewood Cliffs, NJ, September 21, 1961

 

1. Hush
2. I’m A Fool to Want You
3. Jorgie’s
4. Shangri-La
5. 6M’s
6. Requiem

http://ouo.io/NMyiVI

 

Donald Byrd Quintet – Byrd In Flight (1960)

“Byrd in Flight” é o resultado de três sessões nos estúdios de Rudy van Gelder, duas datas em janeiro de 1960 e uma data em julho do mesmo ano. Nas datas de janeiro ouvimos Hank Mobley no sax tenor e Doug Watkins no contrabaixo, em julho o sax alto de Jackie McLean e o contrabaixista Reggie Workman substituíam os primeiros. Grandes sessões, de onde saíram clássicos do repertório de jazz moderno como “Ghana”, “Gate City” e “My Girl Shirl”.

Donald Byrd (tp) Hank Mobley (ts) Duke Pearson (p) Doug Watkins (b) Lex Humphries (d)
Rudy Van Gelder Studio, Englewood Cliffs, NJ, January 17, 1960
Gate City, Soulful Kiddy

Rudy Van Gelder Studio, Englewood Cliffs, NJ, January 25, 1960
Ghana, Lex, Child Play, Carol

 

Donald Byrd (tp) Jackie McLean (as -2,3) Duke Pearson (p) Reggie Workman (b) Lex Humphries (d) Rudy Van Gelder Studio, Englewood Cliffs, NJ, July 10, 1960
Little Boy Blue, Bo, My Girl Shirl

1. Ghana
2. Little Boy Blue
3. Gate City
4. Lex
5. Bo
6. My Girl Shirl
7. Child’s Play
8. Carol
9. Soulful Kiddy

 

Hot Beat Jazz

 

Donald Byrd Quintet – Fuego (1959)

Começamos com “Fuego” uma série de álbuns fundamentais do trompetista Donald Byrd no selo Blue Note. No álbum inteiro Byrd toca o pocket trumpet, o que torna um ítem único na extensa discografia do trompetista. O quinteto é completado por Jackie McLean no sax alto; Duke Pearson no piano; Doug Watkins no contrabaixo e Lex humphries na bateria. Sessão típica de hardbop e cercanias; blues, funk e latin-jazz fazem parte do caldo.
Donald Byrd (pocket tp) Jackie McLean (as) Duke Pearson (p) Doug Watkins (b) Lex Humphries (d) Rudy Van Gelder Studio, Englewood Cliffs, NJ, October 4, 1959
1. Fuego
2. Bup A Loup
3. Funky Mama
4. Low Life
5. Lament
6. Amen

 

http://ouo.io/V0f55D

 

Donald Byrd & Kenny Burrell (1957)

Uma semana após a sessão que deu origem ao álbum “All Night Long” Donald Byrd e Kenny Burrell eram recrutados por Bob Weinstock, fundador e manager da Prestige, para mais uma nova gravação repetindo o esquema de jam da anterior. No dia 4 de janeiro de 1957 com a formação levemente modificada, com Frank Foster no sax tenor e Tommy Flanagan ao piano, foi gravado nos estúdios de Rudy van Gelder “All Day Long” um blues com 18 minutos de duração que se tornaria rapidamente um sucesso entre os “jazz adicts”. Ainda dois originais de Foster e dois de Byrd completariam essa sessão mágica, que foi uma espécie de segundo tempo de “All Night Long”.
Da mesma forma que a postagem anterior, só se pode dizer que é imperdível!
Donald Byrd (tp) Frank Foster (ts, fl) Tommy Flanagan (p) Kenny Burrell (g) Doug Watkins (b) Art Taylor (d)
Rudy Van Gelder Studio, Hackensack, NJ, January 4, 1957
1. All Day Long (Kenny Burrell)
2. Slim Jim (Donald Byrd)
3. Say Listen (Donald Byrd)
4. A.T. (Frank Foster)
5. C.P.W. (Frank Foster)
 

Donald Byrd & Kenny Burrell – All Night Long (1957)

“All Night Long” é mais uma das inúmeras sessões em formato de jam lançadas pelo selo Prestige em 1957. Originalmente mais um ítem dos “Prestige All-Stars”, no relançamento em cd saiu sob os nomes de Donald Byrd e Kenny Burrell. Uma jam-session é tão boa quanto são os músicos envolvidos nela, portanto uma rápida leitura nos nomes da capa do álbum já dão o real sentido da qualidade da música contida nesse disco. Donald Byrd dispensa maiores comentários, sua capacidade e importância são bem conhecidos pelos apreciadores de jazz, simplesmente um dos mais importantes trompetistas do hardbop. Kenny Burrell é o mesmo caso, com discografia ampla e trabalhos realizados com incontaveis músicos, é a referência de guitarra do hardbop e um dos guitarristas do jazz com maior sentido “bluesy” ao tocar. A sessão aconteceu em fins de 1956 sendo lançada no ano seguinte e traz originais de Hank Mobley, Mal Waldron, afaixa título de Kenny Burrell, e como bonus na versão em cd, “Tune Up” de Miles Davis e o standard “Body And Soul”. No final da escuta tenho certeza que voçê irá concordar comigo, jam-session da Prestige é sempre uma festa para os ouvidos.
Donald Byrd (tp) Hank Mobley (ts) Jerome Richardson (ts, fl) Mal Waldron (p) Kenny Burrell (g) Doug Watkins (b) Art Taylor (d)
Rudy Van Gelder Studio, Hackensack, NJ, December 28, 1956
1. All Night Long (Kenny Burrell)
2. Boo-Lu (Hank Mobley)
3. Flickers (Mal Waldron)
4. Li’l Hankie (Hank Mobley)
5. Body And Soul (Edward Heyman/Frank Eyton/Johnny Green/Robert Sour)
6. Tune Up (Miles Davis)