RSS

Arquivo da categoria: Eric Mingus

Mingus Dynasty – The Next Generation (1991)

Logo após a morte de Charles Mingus, em 5 de janeiro de 1979 na cidade mexicana de Cuernavaca, a esposa, Susan, organizou a Mingus Dynasty, um grupo formado por antigos colaboradores de Charles, com o intuito de manter vivo seu espírito e suas composições. Já em 1980 o grupo fazia turnes pelo mundo, tendo inclusive se apresentado no 2° Festival de Jazz de São Paulo e no afamado Montreux Jazz Festival. Em 1991 o grupo sofreu a maior transformação em sua formação até então, com a permanência de somente dois antigos colaboradores diretos de Mingus, o trompetista Jack Walrath e o veterano saxofonista George Adams. Uma nova leva de jovens músicos, que despontaram no universo jazz na década de 80, foram convidados a dar suas contribuições para a música da Mingus Dynasty. Desta forma foram incorporados o contrabaixista Ray Drummond, o baterista Marvin “Smitty” Smith, o veterano pianista John Hicks e os saxofonistas Craig Handy e Alex Foster.
A faixa de abertura, “Sketch Four”, foi composta por Mingus no último ano de vida, quando ele já não conseguia compor ao piano em virtude da isquemia múltipla que o acometeu. Nesse período foi costumeiro Mingus cantarolar a melodia em um gravador magnético, e é assim que se inicia o tema, Mingus acompanhado por um metrônomo com a Mingus Dynasty surgindo a seguir. “Portrait”, “Opus Three” e “Opus Four” foram compostas na década de 50 e gravadas no álbum “Mingus Moves” de 1973. “Harlene” foi outra composição feita por Mingus em gravador, a última criada por ele desta forma, e idealizada para a trilha de um filme sobre Jack Kerouac. Mingus começou a escrever “Farewell Farwell” no início de 1960 e a gravou em seu último álbum em 1978. “Wham Bam” que é outra composição dos anos 50 e “Noon Night”, que foi um dos 19 movimentos de “Epitaph”, traz um belo solo de George Adams e foi originalmente gravada em 1957. “Bad Cops” tem a narração retirada da autobiografia de Mingus “Beneath the underdog” e traz o pianista Benny Green em sua única participação no álbum. “Pilobolus” foi escrita em 1978 para um grupo de dança homônimo e tem a participação especial do veterano baterista Victor Lewis.
Charles Mingus expressou sua personalidade através de sua música e a Mingus Dynasty continua a faze-lo de forma magistral.
Jack Walrath (tp); Craig Handy (ts, fl); George Adams (ts); Alex Foster (ts, ss); John Hicks (p); Ray Drummond (b), Marvin “Smitty” Smith (d); Benny Green (p)*; Victor Lewis (d)**; Eric Mingus (vo)*
1- Sketch Four
2- Portrait
3- Opus Four
4- Harlene
5- Opus Three
6- Farewell Farwell
7- Wham Bam
8- Noon Night
9- Bad Cops*
10- Pilobolus**

http://ouo.io/U3fk5g

 Hot Beat Jazz

Anúncios