RSS

Arquivo da categoria: Herbie Harper

HotBeatJazz 10′ Series – Bob Gordon – Moods In Jazz TP-26 (1953)

A história do jazz é pontuada por grandes momentos, onde artistas de categoria maior nos deixaram incontáveis realizações, que perduram por décadas, garantindo o deleite dos apreciadores do gênero. Mas esta mesma história tem incontáveis momentos de tragédia, com artistas de categoria superlativa nos deixando de forma violenta e precoce, quando somente iniciavam suas carreiras de maneira vigorosa e promissora, deixando uma profunda saudade e lacuna de tamanho imensurável. Foi assim com Bix Beiderbeke, Clifford Brown, Scott LaFaro, Eric Dolphy, o mestre maior Charlie Parker, e outros tantos artistas, entre eles, o baritonista Bob Gordon.

 

Bob nasceu em St. Louis, Missouri, em 11 de junho de 1928. Capturado pela música ainda na adolescência, tornou-se um músico talentoso de forma precoce, aos 18 anos já tocava seu sax barítono na banda de Shorty Sherock. De 1948 à 1951 foi integrante da orquestra de Alvino Rey e em 1952 entrou para a grande orquestra de Billy May. Mudou-se para a California e lá tornaria-se um requisitado sidemen para músicos da estatura de Shelly Manne, Maynard Ferguson, Chet Baker, Clifford Brown, Shorty Rogers, Tal Farlow e Stan Kenton. Foi um parceiro musical inseparável do saxofonista, compositor e arranjador Jack Montrose, que fala da seguinte forma sobre Bob Gordon: “Para mim, Bob Gordon foi muito mais do que uma inspiração, ele era a minha outra metade musical, e juntos, formávamos um todo. Nossa parceria não está terminada, entretanto, sua contribuição está indelévelmente impressa em minha alma, e cabe a mim a tarefa de dar continuidade a ela. Nos entendíamos e nos admirávamos completamente. Sou um homem de sorte por ter amado e sido amado por alguém como Bob Gordon. Penso que o companheirismo e resultado artístico que experimentamos era de uma natureza tal que não é comumente atingido. Sou um afortunado e um homem melhor por ter conhecido e amado a alguém como Bob Gordon”.

 

Bob Gordon faleceu aos 27 anos de idade, vítima de um acidente automobilístico, quando se dirigia para San Diego para uma apresentação ao lado do amigo Pete Rugolo. Deixou dois álbuns como líder e incontáveis participações como sidemen em gravações.

 

Moods in Jazz” foi seu primeiro trabalho como chefe de combo. Bob dividiu a linha de frente de um quinteto com o excelente trombonista Herbie Harper. Uma seção rítmica um tanto obscura completava o quinteto: Maury Dell ao piano; Don Prell ao contrabaixo e George Redman à bateria. O repertório é dividido entre três temas de andamento lento, com destaque para Babete, de Mary Dell; e Slow Mood, composição de Eddie Miller. Moer Blues, Sonny Boy e Just George, são temas de andamento altamente suingante, onde se pode perceber o talento incomum do trombonista Herbie Harper.

 

Moods in Jazz” é um dos raros momentos como líder deste mestre do sax barítono, de carreira efêmera porém definitiva na memória dos apreciadores do bom e imorredouro jazz.

 

Bob Gordon (bs); Herbie Harper (tb); Maury Dell (p); Don Prell (b); George Redman (d)
California, december 1953

 

1 – Babette
2 – Moer Blues
3 – Sonny Boy
4 – Slow Mood
5 – Slow
6 – Just George