RSS

Arquivo da categoria: Jack Montrose

HotBeatJazz 10′ Series – Chet Baker – Ensemble PJLP-9 (1953)

O ano de 1953 seria muito importante na carreira do trompetista Chet Baker. Após ter sido catapultado ao sucesso imediato como integrante do quarteto de Gerry Mulligan no ano anterior, Chet partiria para uma carreira independente, organizando um quarteto com o pianista Russ Freeman. Com a criação do Ten-Tette, por Gerry Mulligan, em janeiro de 53, Baker realizaria a última gravação com o quarteto do baritonista em maio daquele ano, partindo para vôos mais ambiciosos que culminariam com a gravação de seu álbum a frente de um hepteto com arranjos de Jack Montrose em dezembro do mesmo ano.

 

Em Chet Baker Ensemble, o trompetista aparece acompanhado por alguns dos mais importantes e talentosos músicos do west-coast jazz. Baker estava tocando de forma mais expansiva do que habitualmente acontecia no quarteto de Mulligan, soando com intenso brilho, em contraposição ao toque contido e lírico que se tornaria sua marca pessoal. O pianista Russ Freeman, o contrabaixista Joe Mondragon e o baterista Shelly Manne formavam a seção rítmica mais poderosa da Califórnia, com incontáveis participações em estúdios e em apresentações ao vivo. O naipe de saxes trazia o compositor e arranjador de todos os temas do álbum, Jack Montrose ao tenor, Herb Geller ao tenor nos ensembles e ao alto nos solos e o inseparável amigo de Montrose, Bob Gordon no sax barítono. Montrose assume um papel de relevante importância no resultado final do trabalho, com arranjos de qualidade superior, conferindo a música produzida a beleza e o espírito típicos do jazz praticado na costa oeste naqueles tempos. Compondo e arranjando, de forma igualmente hábil, temas rápidos e suingantes e baladas de caráter lírico e introspectivo, o jovem músico de apenas 25 anos na data das gravações, dava início a sua brilhante carreira como um dos mais importantes arranjadores da west-coast, onde a concorrência era severa entre os melhores: Bill Russo, Shorty Rogers, Gerry Mulligan, Russ Freeman, Johnny Mandell, Bob Cooper, Lennie Niehaus, Bill Holman, André Previn, entre outros.

 

Chet Baker Ensemble é um dos mais brilhantes momentos da carreira deste ícone, que se tornaria um dos principais nomes do trompete no jazz

 

 

Chet Baker (tp) Herb Geller (as, ts) Jack Montrose (ts) Bob Gordon (bars) Russ Freeman (p) Joe Mondragon (b) Shelly Manne (d)
Capitol Studios, Melrose Avenue, Los Angeles, CA, December 14, 1953
Capitol Studios, Melrose Avenue, Los Angeles, CA, December 22, 1953*

 

1- Bockhanal
2- Ergo
3- Moonlight Becomes You*
4- Headline
5- A Dandy Line
6- Little Old Lady*
7- Goodbye*
8- Pro Defunctus*

http://ouo.io/GQ5lcJ

Anúncios
 

HotBeatJazz 10′ Series – Art Pepper Quintet – 10′ LP DL3023 (1954)

O saxofonista Art Pepper nasceu em 1925, na California, e já na metade da década de 40 era um músico de estilo formado e cobiçado por algumas orquestras que atuavam na costa oeste como as de Benny Carter e Stan Kenton. Foi atuando com Kenton que Pepper entrou pela primeira vez em estúdio, aos 18 anos de idade, para gravar Harlem Folk Dance, em 1943. Por esta época seu toque sofria a influência do saxofonista Lee Konitz, até que ao final da década o fraseado de Charlie Parker o havia arrebatado de forma avassaladora. Nos anos 50 e 60, Pepper manteve uma carreira muito irregular em decorrência de sucessivas prisões e internações em clínicas para dependentes em narcóticos. Não obstante, foi considerado como o mais importante sax alto do jazz west coast, dividindo esse posto com o também exímio Bud Shank. Nos anos 60 a influência de John Coltrane apareceu na música de Pepper, tendo inclusive adotado o sax tenor em algumas ocasiões. Foi também um exímio clarinetista, tendo ajudado muito a recolocar este instrumento de volta a um lugar de destaque no bebop juntamente com Buddy De Franco.

 

Em 1954, Pepper gravou um 10 polegadas liderando um quinteto para a pequena gravadora Discovery. Na linha de frente o saxofonista tenor Jack Montrose, o pianista Claude Williamson, e uma das seções rítmicas mais solicitadas da west-coast: o contrabaixista Monty Budwig, e os bateristas Larry Bunker e Paul Ballerina se revezando em metade dos oito temas. Art Pepper mostra não somente seu imenso talento como intérprete mas também sua enorme capacidade de compositor em quatro temas originais: Thyme Time, Cinnamon, Nutmeg e Art’s Oregano. Quatro standards completam o repertório, com destaque para as belíssimas execuções das baladas Deep Purple, What’s New e The Way You Look Tonight. A suingante Straight Life encerra o repertório de alto nível deste LP.

 

Vale destacar a oportunidade de se ouvir o excelente sax tenor de Jack Montrose, um músico repleto de talentos, tanto como instrumentista, compositor e arranjador. O toque de Montrose se alinha com a sonoridade do mestre maior, Lester Young. O piano de Claude Williamson também é digno de especial atenção com importantes contribuições a música do grupo.

 

Uma, muito bem escrita, biografia de Art Pepper pode ser encontrada no blog Jazz + Bossa + Baratos Outros, de autoria de Érico Cordeiro.
Art Pepper (as) Jack Montrose (ts) Claude Williamson (p) Monty Budwig (b) Paul Ballerina (d) Larry Bunker (d)*
Los Angeles, CA, August 25, 1954

 

1- Thyme Time*
2- Cinnamon
3- Nutmeg
4- Art’s Oregano*
5- Deep Purple
6- What’s New
7- Straight Life*
8- The Way You Look Tonight*