RSS

Arquivo da categoria: Victor Lewis

Mingus Dynasty – The Next Generation (1991)

Logo após a morte de Charles Mingus, em 5 de janeiro de 1979 na cidade mexicana de Cuernavaca, a esposa, Susan, organizou a Mingus Dynasty, um grupo formado por antigos colaboradores de Charles, com o intuito de manter vivo seu espírito e suas composições. Já em 1980 o grupo fazia turnes pelo mundo, tendo inclusive se apresentado no 2° Festival de Jazz de São Paulo e no afamado Montreux Jazz Festival. Em 1991 o grupo sofreu a maior transformação em sua formação até então, com a permanência de somente dois antigos colaboradores diretos de Mingus, o trompetista Jack Walrath e o veterano saxofonista George Adams. Uma nova leva de jovens músicos, que despontaram no universo jazz na década de 80, foram convidados a dar suas contribuições para a música da Mingus Dynasty. Desta forma foram incorporados o contrabaixista Ray Drummond, o baterista Marvin “Smitty” Smith, o veterano pianista John Hicks e os saxofonistas Craig Handy e Alex Foster.
A faixa de abertura, “Sketch Four”, foi composta por Mingus no último ano de vida, quando ele já não conseguia compor ao piano em virtude da isquemia múltipla que o acometeu. Nesse período foi costumeiro Mingus cantarolar a melodia em um gravador magnético, e é assim que se inicia o tema, Mingus acompanhado por um metrônomo com a Mingus Dynasty surgindo a seguir. “Portrait”, “Opus Three” e “Opus Four” foram compostas na década de 50 e gravadas no álbum “Mingus Moves” de 1973. “Harlene” foi outra composição feita por Mingus em gravador, a última criada por ele desta forma, e idealizada para a trilha de um filme sobre Jack Kerouac. Mingus começou a escrever “Farewell Farwell” no início de 1960 e a gravou em seu último álbum em 1978. “Wham Bam” que é outra composição dos anos 50 e “Noon Night”, que foi um dos 19 movimentos de “Epitaph”, traz um belo solo de George Adams e foi originalmente gravada em 1957. “Bad Cops” tem a narração retirada da autobiografia de Mingus “Beneath the underdog” e traz o pianista Benny Green em sua única participação no álbum. “Pilobolus” foi escrita em 1978 para um grupo de dança homônimo e tem a participação especial do veterano baterista Victor Lewis.
Charles Mingus expressou sua personalidade através de sua música e a Mingus Dynasty continua a faze-lo de forma magistral.
Jack Walrath (tp); Craig Handy (ts, fl); George Adams (ts); Alex Foster (ts, ss); John Hicks (p); Ray Drummond (b), Marvin “Smitty” Smith (d); Benny Green (p)*; Victor Lewis (d)**; Eric Mingus (vo)*
1- Sketch Four
2- Portrait
3- Opus Four
4- Harlene
5- Opus Three
6- Farewell Farwell
7- Wham Bam
8- Noon Night
9- Bad Cops*
10- Pilobolus**

http://ouo.io/U3fk5g

 Hot Beat Jazz

Anúncios
 

Kenny Barron – Sambão (1993)

Kenny Barron é um dos mais versáteis pianistas surgidos na segunda metade do sec. XX, com domínio absoluto do bebop, hardbop, avant garde, latin jazz e, principalmente, música brasileira. Nascido em 1943 em Philadelphia, Barron iniciou sua gigantesca carreira fonográfica em 1961 ao lado do irmão, o saxofonista Bill Barron. James Moody o levou ao combo de Dizzy Gillespie onde permaneceria até 1966. Neste contexto toma contato com a música latino-americana e, por extensão, com a música brasileira. “Sambão” foi gravado no segundo semestre de 1992 e lançado pela Verve no ano seguinte. O grupo é completado por Toninho Horta ao violão, Nico Assumpção ao contrabaixo, Minu Cinelu na percussão e Victor Lewis à bateria. A atmosfera é toda brasileira nos 8 temas compostos por Barron para o álbum, com destaque para a perfeita harmonia do piano com o violão brasileiríssimo de Toninho Horta. Em “Sambão” temos uma rara oportunidade de ouvir o saudoso contrabaixista Nico Assumpção atuando no instrumento acústico. Um excelente álbum de samba-jazz, refinado, cheio de estilo e com gosto de feijão com arroz.
Kenny Barron (p); Toninho Horta (g); Nico Assumpcao (b); Victor Lewis (d); Mino Cinelu (perc)
May-Jul, 1992
1- Sambão
2- Yalele
3- Bacchanal
4- Belem
5- Encouter
6- Ritual
7- Gardênia
8- On The Other Side

http://ouo.io/03IjtZ

Hot Beat Jazz